IMERGENCIA 2011









IMERGENCIA

Encontro de performance é uma proposta com acções provocadoras, happenings, vídeo-performance e conversas. Evento a ser realizado em Lisboa, entre os dias 5 e 13 de Novembro de 2011, é marcado por um certo carácter provocador nesta primeira edição aposta-se na multiplicidade de propostas e na apresentação de artistas portugueses, espanhóis, franceses, angolanos assim como latino-americanos. Espera-se que com acções de natureza efêmera, realizadas em espaços públicos e de arte, com larga história em termos de programação em Lisboa, se desvele o risco e o acaso numa intensa semana de experimentações. O evento aparece como forma de questionamento sobre a urgência deste meio, o performativo enquanto acto singular e de tensão entre diferentes territórios: o artístico e o vivencial, o quotidiano e o provocador, o íntimo e o público, o poético e o ético.

Direcção: Nuno Oliveira e Margarida Chambel.
Coordenação: João Abel.
Fotografia: João Branco, Cristian Guardia, Thomas Kahrel, João Abel, Nabila Yasmin.
Vídeo: Mario Gutiérrez Cru. KREÆ.

programa pdf

________________________________


ESPAÇO DO URSO E DOS ANJOS
5 e 6 Novembro 2011
Rua Palmira nº5 A
1170-285 LISBOA

________________________________


DIA 5
16h



Mostra de Vídeo Performance da América Latina INSURGENCIAS DEL CUERPO
Curadoria Sílvio De Gracia (Argentina)
Vídeos baseados na exploração do limite do corpo que aludem à violência e à tortura de um corpo político na America Latina.

Ángela Chio (México), Julieta María (Colômbia), Ricardo Miguel Hernández (Cuba), Paola Montoya (México),Tulio Restrepo (Colômbia), Ar Detroy (Argentina), Fernando Pertuz (Colômbia), Marcela Rivera (Argentina), Amira Tremont (Venezuela), mmmmm (Chile-UK), Miguel Rodríguez Sepúlveda (México), Ilana Boltvinik (México), Renny Barrios (Venezuela).


Video Performance
Fabi Borges (Brasil) - Tecnoxamanismo / clínica de afetos
Xamanismo e multimédia. Os vídeos mostram uma serie de técnicas de intensificação de presença, produção de imaginário, tecnomagia.


21h
Performance



Rocío Boliver (México) - en la inopia
Propostas de intensa exploração dos limites físicos, com elementos de exposição pública muitas vezes de teor sexual, procura desestabilizar a dormência social e pulsional.



João Abel e Vasco Roncon (Portugal) - O Tributo - O herói também morre
A ideia de comemorar a vida sem esquecer a morte surgiu das leituras da Odisseia: Ulisses em cada paragem do seu périplo era convidado a chorar os mortos e só depois o banquete orgíaco começava.



Victor Bonet (Espanha) – Tsunami
Instalação performance, é uma deriva sobre o urbano, o autor assume-se como artista da reivindicação.



Concerto Performance
Thomas Kahrel (Holanda), João Branco (Portugal), Mario Gutiérrez Cru (Espanha) - A Ko.Zinha
Degustação sonora preparada na mesa da cozinha dos autores, ingredientes electrónicos e naturais, especiarias, exploração sensorial.



DIA 6
16h
























Conversas PERFORMANCE O DISCURSO DO EFÉMERO NO CONTEXTO PORTUGUÊS

Natxo Checa - Festival Atlântico
Miguel Moreira - O Olho/ Festival X
Fernando Aguiar - Encontros Internacionais de Performance 1985 e 1988
Leonor Areal - notas sobre o Documentário Geração Feliz
Fátima Séneca - Performance e Museu
E. M. de Melo e Castro - As primeiras performances poéticas em Portugal



Performance



Andrea Inocêncio (Portugal) – Transcorporação
Trabalho que pensa as fronteiras culturais, barreiras e comportamentos, questionando os limites e corpo, as dificuldades que os preconceitos sociais criam nas relações sociais.



Yonamine Miguel (Angola)
Cria instalações que em acumulação vão criando e reorganizando o excesso, expressivo, político, Yonamine Miguel, faz aqui uma incursão no performativo.



Filipa Aranda (Portugal) - Aflorar no Meio
Performance entre o ritual e a densidade literária, propõem-se a purificação do corpo utilizando objectos afiados, convida-se o público a um acto íntimo.



Ramón Churruca (Espanha) - Filme / Os Contos de Negruri
Filme-ensaio sobre a depressão, com o seu caracter grotesco e cómico misturando drama pessoal e frivolidade burguesa.



Colectivo Bu (Portugal) - Palavras Vivas
Instalação-happening, reflexão sobre o poder da palavra, sobre as palavras como organismos vivos.


_______________________


PRAÇA DO COMÉRCIO
9 Novembro 2011

_______________________


11h - 18h
Intervenções em Espaço Público



Maria Dos Milagres (Portugal) - frasecorpo
Intervenção no espaço com escrita a giz e corpo, falando a imagem pelo gesto. Proposta de longa duração.



Mario Gutierez Cru (Espanha) - CityWORDS: Lisboa
Como um pássaro, devagar, escrever no chão uma palavra que irá por certo desaparecer, expressão de um sentimento que é actual mas é negativo, escrever muito devagar.



Cristian Guardia (Venezuela) - Folkitsch
Performance instalação que se constrói a partir do imaginário simbólico de identidade nacional e deste como mecanismo de coesão, a peça tem a lógica do souvenir.



Paco Nogales (Espanha) - Hamburguer
O performer trabalha a questão do fast food, diz que é uma comida que mata a fome no presente mas que não tem em conta o futuro, que não nutre, daqui parte para a acção.



Fabi Borges (Brasil) - Performance de Mala
Convidam-se os transeuntes a participar, a criar personagens e construir um micro-roteiro performático de um minuto, que será gravado e disponibilizado na internet.



Hugo de Almeida Pinho e André Fonseca (Portugal) - Mer Ka Bah
A performance criará um percurso, com um imaginário que se pode dizer quase místico, encarna-se a expectativa do viajante de sentir o espanto, de se ser veículo da luz numa praça...



____________________________________


INSTITUT FRANÇAIS DU PORTUGAL

10 e 11 Novembro 2011
Morada : Avenida Luís Bívar, 91
1050-143 Lisboa

_____________________________________



Curadoria de Antoine Palmier-Reynaud (França) TRANSFUSÃO
Transfusão surge como tributo às praticas artísticas que fazem aparecer o texto, como corpo e imagem, na espacialização, pensando o lugar da palavra como multi-transmissivel.

DIA 10






















De 10 a 28 de Novembro, de 16h à 19 h
Documentos de artista e performance de França VERSION DES FAITS
Selecção de documentos realizada com a colaboração de Julien Blaine, collectif En cas où franckDavid, Simon Feydieu, Arnaud Labelle-Rojoux,  Léo Marin Lettry, Galerie Rezeda (Adeline Duquennoy et Manuel Reynaud), Fabrice Reymond

Artistas
Videos de Céline Ahond , Joël Bartoloméo,  Anna Byskov, Julien Cadoret , Claude Cattelain, Lucille Dautriche, Léo Durand & Baptiste Croze, Olivier Dollinger, Emma Dusong,  Encastrable, Fabrikdelabeslot , Grore image , Thibaud Guichard, Anthony Jaquot Boeykens, Mickael Lianza, Links (Franck Balland, Dominique Gilliot, Madeleine Mathé, Emilie Parendeau, Hugo Pernet, Cyril Vergès & Cécile Broqua), Marina Mars , Philippe Mairesse (Accèslocal), Quentin Maussang,  Cedric Micchi, Nicolas Momein ,  Jeanne Moynot , Carine Munoz& Charlotte Livine, Miguel Pelleterat , Cécile Richard, , Naima Saidi , Jean Baptiste Sauvage , KazaK n°8, performan (Anne Kawala, François-Thibaut Pencenant, Sarah Tritz , Céline Ahond, Julien Blaine, Pauline Curnier-Jardin, Sébastien Dicenaire, Louise Hervé et Chloé Maillet, Géraldine Gourbe, Michaël Phellipeau, Fanny Torrès et Isabelle Vorle),  Liv Schulman,  Sarah Trouche,  Nicolas Vargas, Julien Vicomte.
Vídeo de Mario Gutiérrez Cru


Performance Des buissons de sens propre



Serge Pey & Chiara Mulas (França)
Poemas em acção em ruptura com as fronteiras da arte, da plástica, da teoria. Explora-se os fenómenos da ritualização da língua na prática oral.



Fanny Torrès (França)
Na sua investigação, a escrita transforma-se em diálogo ou canção, a palavra é accionada em colectivo, dita, cantada por solistas, actores ou interpretada pelo público.



DIA 11
21h

Performance Des buissons de sens propre






Antoine Palmier-Reynaud (França)



Emilie Parendeau (França)
A perfomer trabalha "reactivando" obras de outros artistas, experimentando desenquadramentos históricos e desestabilizando o conceito de autoria.



Anne-James Chaton (França)
Poeta sonoro, o seu trabalho plástico e visual é centrado na escrita, sendo daí que se materializam as suas concepções.



______________________


GALERIA ZÉ DOS BOIS
12 e 13  Novembro 2011
Rua da Barroca, nº 59
1200-049 Lisboa

_______________________



DIA 12
16h



Mostra de Video Performance de Espanha A VIDA É PARA SER VIVIDA
Curadoria Mario Gutiérrez Cru (Espanha)
Esta selecção de vídeos explora a realidade de forma crua, são intimidadas secretas, onde a câmara é o grande panóptico, nas ruas de Alfama está escrito “a vida não é para ser vista é para ser vivida”, aqui mostra-se uma visão do vivido.

Félix Fernández, Ana Matey, Sergio Ojeda, Maite Camacho, Jens Jaeger, Alberto Chinchón, Andrés Senra, Carlos Llavata, Esther Achaerandio, Ricardo Almendros, Left Hand Rotation, Bongore, Eva Pérez, Engels Mateo



Documentário sobre Os Felizes da Fé
Leonor Areal (Portugal) - Geração Feliz
Documentário sobre os "Os Felizes da Fé" grupo de teatro inesperado, que entre 1985 e 1995 marcou o panorama artístico Português, criando o movimento Hiperdada.



21h
Performance







Alberto Pimenta (Portugal) - Feitiços
O seu trabalho poético abrange, poemas visuais e performance, uma das performances mais reconhecidas entre nós é a sua proposta "Homo sapiens", onde se tranca numa jaula no Jardim Zoológico de Lisboa.



Lúcia Prancha e Sara Nunes Fernandes - Goodbye, Laika, 2011
Performance multidisciplinar, alguns atributos remetem para uma espécie de espectáculo que se auto decompõem, se conceptualiza e se investiga como objecto científico.



Susana Chiocca (Portugal) - à espera
Exposição da vivência que remonta a outros séculos.



António Azenha (Portugal) - BugsOn
Performance em que se conjuram animais tecnológicos na esperança que estes ocupem o seu lugar na praxis do performer/pintor.



PAN - Miguel Palancares e Alberto Chinchón (Espanha) - DevoraDos
Dois convidados interagem ao mesmo tempo que comem, as suas acções nada têm a ver com o acto de se alimentarem; experiência plástica e temporal.



Concerto performance


Marcio-André e Ana Gesto (Brasil /Espanha) - Multitubetextura 8
Experimento lúdico-virtual, cujo princípio está na utilização da interface de um blog ou website para abrigar uma lista de vídeos do youtube a serem executados simultaneamente.



DIA 13
16h


Conversas PERFORMANCE O DISCURSO DO EFÉMERO NO CONTEXTO PORTUGUÊS

José Alberto Ferreira - Escrita na Paisagem - Festival de performance e Artes da Terra
António Azenha - Line Up Action
Paulo Raposo - No performance's Land - cruzamentos entre performance art e antropologia
Alexandre A. R. Costa - PROJECTO I.M.A.N.
João Fiadeiro - AND_Lab
Susana Chiocca - A Sala
Chambel Santos - epipiderme- Encontros à volta da performance



21h
Performance


Alexandre A. R. Costa (Portugal) - Sem uma caixa (continua em Portugal)
Projecto em que se explora a ideia de sistema fechado e sistema aberto, colocando em confronto a metáfora da caixa com a realidade num contexto cultural específico.



Paco Nogales - Los posibles efectos de llorar en los hombres
Associados a género estão valores – “o homem não chora”, acção trata poéticamente 2 opções de vivência da dor a auto-flagelação e a não expressão verbal da dor: beber para esquecer.



Hugo de Almeida Pinho e André Fonseca (Portugal) - FR4592 - Porta11 – Atlas
Performance parte da ideia de embarque e num voo perdido, a nostalgia de uma cenário idílico são o motivo para esta experiência fora do lugar, a acção começa na rua.



João Garcia Miguel, Rui Gato e Sara Ribeiro (Portugal) - POESIA KNORRE
Desbunda poética, sonora caquética, frenética, composta por breves explicações esotéricas e alucinógenas sobre as questões da poesia das alucinações e das outras saídas para a vida.



Ana Matey (Espanha) - 5k
A performer experimenta muitas vezes a imobilidade como paragem de significação e diluição de barreiras entre espaço e corpo, aqui irá usar também um objecto, que pesa 5Kg.









Sem comentários:

Publicar um comentário